Prazer é Meu

Estou sempre ansioso da chegada do verão. O sol quente, baseball, praias e churrascos são prazeres que trazem alegria após um longo e frio inverno. Mas, a busca por prazer não é apenas sazonal. Não é verdade que todos gostamos de boa comida, conversas cativantes e o crepitar do fogo?

O desejo por prazer não é errado. Deus nos fez para isso. Paulo nos lembra que Deus “…tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento” (1 Timóteo 6:17). Outras passagens nos dão boas-vindas ao saudável prazer de alimentos, amigos e a intimidade de um relacionamento matrimonial. Mas, pensar que podemos encontrar prazer duradouro em pessoas e coisas é, definitivamente, uma busca vazia.

O prazer definitivo não é encontrado nas fugazes emoções que o nosso mundo oferece, mas na alegria duradoura de uma intimidade cada vez mais profunda com o nosso Senhor. O rei Salomão aprendeu isso da maneira mais difícil. “Não privei o coração de alegria alguma”, admitiu ele (Eclesiastes 2:10). Mas, após sua farra em busca de prazer, concluiu: “…tudo era vaidade e correr atrás do vento” (v.11). Não é de admirar que ele tenha advertido: “Quem ama os prazeres empobrecerá…” (Provérbios 21:17).

Aquilo que estamos realmente buscando só o encontramos no relacionamento satisfatório e crescente com Jesus. Busque-o e saboreie Suas delícias!

Joe Stowell

 

Os comentários estão fechados